Como traduzir investimento e sustentabilidade em ações práticas? Da Economia ao Emprego e às Cidades Sustentáveis.

O que entende por Sustentabilidade?

Sustentabilidade é sinónimo de presente e futuro integrados de forma rentável e duradoura. A nossa parceira BCSD Portugal define Sustentabilidade como “a capacidade de satisfazer as nossas necessidades no presente sem comprometer a capacidade de as gerações futuras satisfazerem as suas próprias necessidades.” Assim, Desenvolvimento e Sustentabilidade têm, obrigatoriamente, de andar de mãos dadas. A única forma de desenvolvimento justo e com futuro é quando falamos de Desenvolvimento Sustentável.

Fonte: Shutterstock

O Desenvolvimento Sustentável não existe apenas nos negócios, operações financeiras ou ideias empresariais. É responsabilidade de todos os agentes financeiros, económicos, sociais, ambientais e profissionais – do emprego, às cidades, às empresas ou à economia verde, tudo se traduz em Desenvolvimento Sustentável.

Na Grosvenor Investments acreditamos e trabalhamos para promover agentes catalisadores dos melhores princípios e práticas de Sustentabilidade, assim como dos Investimentos Sustentáveis, absolutamente mandatórios neste novo normal partilhado a nível mundial. Assim, para falar de Desenvolvimento Sustentável é crucial analisar e combinar os seguintes aspectos: . Sustentabilidade Ambiental, dedicada à forma como se gerem os recursos naturais, seja a água, ar ou solo, preservando a biodiversidade; . Sustentabilidade Social que se concentra nos direitos humanos e igualdade de oportunidades, promovendo desde a inclusão social à diversidade cultural; . Sustentabilidade Económica com foco na geração de riqueza sustentável e organizações equilibradas e justas.

E, na prática, como estes âmbitos se conjugam e atuam?

Quando falamos em desenvolvimento sustentável este deve ter componentes ambientais, sociais e económicas. Por isso, conceitos como economia verde, cidades sustentáveis ou empregos sustentáveis não podem viver sozinhos. Uma economia ou sociedade sustentável tem de respeitar e incluir valores de respeito, integridade, transparência e eficiência. O mesmo paradigma é traduzido para os investimentos, que se querem sustentáveis a longo prazo.

Ainda no tema de cidades sustentáveis e responsáveis temos, em Portugal, o excelente exemplo de Lisboa que ganhou o galardão Capital Verde 2020. Para receber esta distinção Lisboa evoluiu em todos os parâmetros ambientais. Atribuído pela Comissão Europeia desde 2010, o título de Capital Verde reconhece o importante papel das cidades e autoridades locais na proteção do meio ambiente, assim como seu alto nível de compromisso com o progresso sustentável. Lisboa é a primeira cidade do sul da Europa a ganhar este galardão, atribuído até agora apenas ao Norte da Europa, tais como Copenhaga, Estocolmo, Ljulbljana e Oslo. Portugal está na rota da sustentabilidade, com muitos bons exemplos de desenvolvimento sustentável.

É obrigatório crescer de forma sustentável. O futuro desenha-se agora e é urgente pensá-lo de forma ainda mais integrada e responsável. Ideias, investimentos, cidades, empresas, empregos e economias sustentáveis serão a base de uma sociedade ágil, rentável e sustentável – com um futuro a longo prazo construído com base em ideias inovadoras sólidas e que respeitam o meio ambiente e cada indivíduo que integra toda a estrutura social, ambiental ou económica.

Grow Sustainable, The Time is Now!

Top